Inovação tecnológica fortalece agroindústria na região centro-oeste

Empresa de tecnologia NTT DATA Business Solutions atua com a implementação de soluções inovadoras na região

Devido ao uso crescente das inovações tecnológicas pela agroindústria no centro-oeste brasileiro, a região lidera a produtividade no trabalho agrícola do país. Além de contribuir para o aumento do rendimento no campo, o processo de digitalização melhora a qualidade de vida dos agricultores e atrai investidores para o setor, responsável por 26,6% do Produto Interno Bruto do Brasil (PIB), de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Com mais de 20 anos de mercado e grande expertise no setor agro brasileiro, com destaque para projetos de transformação digital no Paraná e no Rio Grande do Sul, onde foi responsável pela implementação de projetos SAP em grandes empresas do setor, como a SLC Agrícola, em Porto Alegre (RS), e a Castrolanda e Belagrícola, no Paraná, a NTT DATA Business Solutions, tem foco estratégico e investe também no centro-oeste do Brasil.

A multinacional japonesa, que prevê ainda maior crescimento econômico da região e enxerga o local com alto grau de maturidade, com a aplicação de tecnologia no processo produtivo, oferece serviços especializados para atender às expectativas de cada empresa e as especificidades dos processos do agronegócio. O destaque acontece na indústria a partir da aplicação de tecnologias disruptivas, que proporcionam a redução de custo, aumento de produtividade e retorno do investimento com a mesma área de plantio, gerando maior rentabilidade por trabalhador rural e área plantada.

O diretor comercial NTT DATA, responsável pelo escritório na região Centro-Oeste / Norte e Nordeste, Adalberto Silva Jr, destaca que o investimento em tecnologia garante maior visibilidade em cada etapa produtiva do negócio, gera confiança em relação ao retorno do investimento, além de maior rentabilidade por plantio: “Incentivar e suportar as empresas, sendo força motriz no desenvolvimento do agronegócio e da região é nossa expertise. A NTT DATA integra tecnologia, modelos de negócio, serviços especializados e softwares desenvolvidos por ela e pela SAP, ou seja, faz com que as melhores soluções sejam aplicadas no momento e nos locais certos. Atuamos como vetores para garantir o aumento da produtividade, a capacidade de gestão e a aplicação correta de recursos materiais e financeiros para o fomento da indústria”, conclui.

Adalberto ainda explica que, com estratégias direcionadas à consolidação do escritório local, que atua em Goiânia desde 2020, a empresa é responsável por apresentar métodos robustos de evolução digital, apoiando os parceiros na sua jornada digital, traduzindo código de programação em área plantada e grãos colhidos, ou seja, bits e bytes em valor econômico, pela simples aplicação de soluções, como a utilização de machine learning em plantadeiras. A tecnologia otimiza a utilização de sementes, adubo e cria condições favoráveis para a área plantada, diminuindo o custo do negócio com combustível, a partir da medição de máquinas e componentes que geram melhor desempenho e, também, a manutenção correta de peças. A análise estatística e pluviométrica para maior assertividade no momento do plantio de determinada cultura melhora a tomada de decisão, os modelos de cruzamento de culturas, entre outros, e é também outro ponto a ser tratado por soluções tecnológicas já desenvolvidas e em aplicação hoje, em produções rurais.

O conhecimento, os serviços e as soluções tecnológicas que deram certo, utilizadas em outras empresas e regiões, são a razão dos investimentos da NTT DATA para atender o Centro-Oeste. São também as principais atuações da empresa em Goiânia, afirma Adalberto: “Procuramos nos aproximar dos nossos clientes, criando condições de replicar para eles o sucesso, as demandas e as tecnologias desenvolvidas pela nossa equipe. Os resultados são certos: a utilização de tecnologias disruptivas possibilitam a multiplicação da produção e, com isso, as margens de lucratividade. Ganham as empresas e, também, a população, que se beneficia por alimentos e derivados mais baratos.

A produtividade média por trabalhador agrícola no Centro-Oeste é muito maior do que a média nacional – e o uso da tecnologia está relacionado à otimização de mão de obra, especialização e aplicação assertiva de recursos móveis, tecnológicos, orgânicos, financeiros e humanos no processo. “O estado que se destaca na região é o Mato Grosso que somou, em 2020, a casa de 120 mil reais por trabalhador rural/ano, enquanto, em outras regiões e capitais, até mesmo em Goiás, ou seja, no próprio Centro-Oeste, ainda encontramos significativamente o cultivo tradicional ou de subsistência. Com a forma convencional, a média de produtividade se mantém abaixo dos 80 mil reais por trabalhador rural/ ano. Nós vamos, juntos às empresas aqui da região, melhorar esse cenário!”, conclui o executivo.

Contate-nos!
Contate-nos!

Estamos sempre dispostos a ajudar, entre em contato conosco.

Ligue para nós:
+55 41 3593-3200
Ligue para nós:
+55 41 3593-3300
Envie uma mensagem Entre em contato